Última Hora
9/26/2015

Servidores do INSS no Ceará voltam atrás e greve continua

Em greve há 81 dias, os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Ceará anunciaram o fim da paralisação na tarde de ontem (25/09) após assembleia, e, em pouco mais de uma hora, voltaram atrás da decisão.
De acordo o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Ceará (Sinprece), o acordo pelo fim da greve deveria ter sido assinado ontem. Entretanto, a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) afirma ter recebido comunicado da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento agendando reunião para segunda-feira (28), às 17 horas.
“Com isso, não podemos sair da greve sem que seja assinado acordo. E só então vamos anunciar quando os trabalhos serão retomados”, afirmou a diretora do Sinprece, Carmem Marques. Na segunda-feira, às 9 horas, o Comando Estadual de Greve do Ceará deve se reunir.
A categoria chegou a anunciar que o atendimento ao público seria retomado na próxima terça-feira (29). Os servidores realizariam, na segunda-feira, 28, serviços internos. Agora, retomada dos trabalhos está indefinida.
Propostas
Na assembleia da tarde, a categoria acatou a proposta de aumento do Governo Federal: reajuste de 5,5% em agosto de 2016 e 5% em janeiro de 2017. O Ceará acompanhou a decisão de outros 13 estados, que também anunciaram o fim da greve ontem.
Servidores cobravam, inicialmente, reajuste salarial de 27,5% imediato, enquanto o Governo Federal oferecia acréscimo de 21% parcelado em quatro anos. “E, decrescente, o reajuste começava com 5,5% em 2016 e terminava com 4% em 2019. A gente ia ficar quatro anos preso, sem questionar salário. Então o Governo aceitou reduzir para dois anos”, informou a diretora.
“A gente tinha 27% de perda de 2012 pra cá e foram dados 10,8% em dois anos. Não foi ganho financeiro. Houve uma pequena correção da inflação”, avaliou Carmem. “Acabamos aceitando porque foram 81 dias de greve com incertezas, ameaças, e a gente precisou avaliar e ter responsabilidade”, disse a diretora.
Além disso, os servidores exigiam que as gratificações integrassem o salário. “Hoje, 70% do salário dos servidores são de gratificações vinculadas à metas e produtividade. Com a greve, ficou acertado que será criado um comitê gestor para estudar o plano de carreira, a longo prazo, pelos próximos anos”, acrescentou.
Atendimento
A expectativa é que o atendimento seja retomado em todo o País na próxima semana. Ontem, sindicatos dos 26 estados e do Distrito Federal realizaram assembleias.
Em nota, o INSS informou que, com a previsão da assinatura de acordo entre as entidades sindicais e o governo, na próxima semana, o Instituto espera que o atendimento à população seja normalizado nos próximos dias.
O INSS também orientou que, antes de procurar a agência, o cidadão deve entrar em contato com a Central 135 para obter informações.

Ceará Agora
  • Comentários do Blogger
  • Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Item Reviewed: Servidores do INSS no Ceará voltam atrás e greve continua Rating: 5 Reviewed By: Junior Sanxo