Última Hora
9/24/2015

Tragédia na Arábia Saudita número de mortos ultrapassa de 700

Ao menos 717 pessoas que participavam de uma peregrinação morreram em um tumulto perto de Meca, na Arábia Saudita, no primeiro dia do Edi al-Adha (Grande Festa ou Festa do Sacrifício), informaram as autoridades sauditas. Cerca de 805 pessoas ficaram feridas no incidente no vale de Mina, a cerca de cinco quilômetros de Meca, na maior tragédia durante o Hajj — a peregrinação à cidade sagrada — em 25 anos. Em 1990, 1.426 peregrinos morreram em um tumulto num túnel de pedestres superlotado que dá acesso aos locais sagrados.
Nesta quinta-feira (24/09), os peregrinos iniciaram o ritual de apedrejamento de satanás no vale de Mina, região Oeste da Arábia Saudita. A prática consiste em lançar sete pedras no primeiro dia do Eid al-Adha contra uma grande pilastra que representa satanás, e no dia seguinte contra três grandes pilastras.
No Twitter, a Defesa Civil saudita afirmou que quatro mil pessoas foram enviadas para o local do tumulto, juntamente com mais de 220 unidades de emergência e resgate. Os feridos estão sendo levados a quatro hospitais da região.
O Irã disse que pelo menos 15 dos seus cidadãos morreram em Mina e acusou a Arábia Saudita, seu inimigo, de erros de segurança em conexão com a tragédia, segundo a agência AFP.
O Edi al-Adha é um festival muçulmano que ocorre durante o Hajj. É comemorado a partir do décimo dia do mês de Dhu al-Hijjah (no último mês do ano lunar no calendário islâmico), e a festa tem duração de quatro dias.
O Edi é celebrado por muçulmanos de todo o planeta em memória da disposição do profeta Ibrahim (Abraão) em sacrificar o seu filho Ismail conforme a vontade de Deus. Ocorre 70 dias após o Ramadã, mês em que os muçulmanos jejuam entre 6h e 18h.
Não ficou imediatamente claro o que provocou a debandada, mas não é a primeira a ocorrer durante o Hajj. A peregrinação, uma das maiores congregações religiosas do mundo, já foi cenário de vários desastres. Em janeiro de 2006, uma tragédia similar durante o ritual de apedrejamento matou 364 peregrinos.
O desastre ocorre menos de duas semanas depois de pelo menos 109 pessoas morrerem e 238 ficarem após um guindaste cair na Grande Mesquita em Meca. Segundo a Defesa Civil, o colapso foi causado por uma tempestade com ventos muito fortes.
A Grande Mesquita passava por obras de ampliação desde o ano passado, no intuito de aumentar a estrutura para 400 mil m², podendo acomodar até 2,2 milhões de pessoas. Diante disso, o local estava cercado por guindastes.
As autoridades sauditas se preparam todos os anos para receber os milhões de muçulmanos que convergem a Meca para a peregrinação sagrada, expandindo os locais que recebem os muçulmanos e melhorando o sistema de transporte para evitar acidentes como esse.
Com informações do O Globo

  • Comentários do Blogger
  • Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Item Reviewed: Tragédia na Arábia Saudita número de mortos ultrapassa de 700 Rating: 5 Reviewed By: Junior Sanxo